A população LGBT e seus espaços na sociedade

Os direitos LGBTs vem sendo conquistados por meio de muita luta, entretanto, os avanços apresentados até o momento ainda não são satisfatórios para uma inserção destes na sociedade. De tal forma, o Estado como agente principal no papel de inserção de todos no âmbito social de forma igualitária deve-se atentar a promoção de políticas públicas LGBTs.  A problemática é, esta minoria sofre com preconceitos diários e imposições sociais patriarcais a todo momento, e no mercado de trabalho não é diferente.

A formação atual do mercado de trabalho impõe a sociedade determinados padrões para que os mesmos incorporem uma posição neste. Basicamente, somos a todo momento moldados em nossas atitudes para nos encaixar em um perfil correto, a questão é, este perfil exclui totalmente a diversidade de gênero.

As grandes empresas buscam a maioria de suas vezes um personagem social de homem, e qualquer pessoa do sexo masculino que não apresente estas características está sujeito a ser excluído independente de seu currículo, em relação a mulheres não é muito diferente, principalmente pelo fato de que estas já enfrentam dificuldades no mercado. Sendo assim, a todo o momento, nós, população LGBT somos moldados para um padrão social para que possamos nos incluir dentro de espaços sociais.

Até quando seremos recriminados e ‘podados’ a ser quem somos? Até em que momento seremos vítimas da sociedade? Até quando seremos excluídos de espaços sociais? Talvez, até o momento em que tenhamos um Estado pronto para lidar com as diversidades, de todos os âmbitos e atitude para governar para o povo, não para seus princípios pessoais.

Enquanto não temos nossos representantes ao nosso lado, lutemos. Lutemos por nossos direitos, lutemos por ser quem realmente somos, lutemos por respeito, e acima de tudo, lutemos por amor.

Foto: Mayara Toyama

Escritora da semana – Lorrayne Ribeiro
Diretora Presidente da Alfa Pública Jr.

Deixe uma resposta

Tamanho da Fonte
Auto Constraste