O consumo do café de forma exagerada pode causar danos à saúde

Segundo a Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) é verdade que o uso da cafeína, principal substância do café, é sim um estimulante para reduzir o cansaço. O problema está no consumo excessivo, pois o organismo tende a habituar-se à quantidade ingerida e a cada dia é necessário aumentar a dose para obter o mesmo efeito. E o consumo desenfreado pode causar problemas para a saúde.

A recomendação máxima por dia é de: 4 xícaras de café fresco (equivalente a 225 ml), 10 latas de refrigerantes de cola e 4 até 5 latas de bebidas energéticas. O uso acima dessas doses pode causar efeitos como insônia, nervosismo, inquietação, irritabilidade, dor de estômago, batimento cardíaco acelerado e tremores musculares, mas o uso moderado está liberado!

Marcos Cherem que é cardiologista, afirma que o café coado, até três xícaras, ou seja 350 ml por dia, em consumo regular  geralmente não tem nenhum malefício.

O uso da cafeína entre os esportistas também é bastante popular. Ela passou um tempo sendo considerada uma substância dopante, mas desde 2004 ela foi liberada. Ela é indicada como um suplemento para melhorar o desempenho físico em exercício de longa duração. O principal uso é que ela tem característica de retardar a fadiga muscular, então ela melhora a qualidade do treinamento. Muitos atletas optam por fazer o uso da cafeína em cápsulas.

O cardiologista ainda ressalta que o café de consumo moderado, é um hábito brasileiro e traz mais benefícios que malefícios. Veja a reportagem completa.

Deixe uma resposta

Tamanho da Fonte
Auto Constraste