Greve dos servidores municipais

Foi com muito barulho e apitaço que servidores municipais tentaram chamar a atenção do prefeito José Cherem. Na tarde desta segunda-feira (16), profissionais do setor da saúde, educação e administração se reuniram à porta da prefeitura. Um carro de som puxava palavras de incentivo e alertava para o indicativo de greve.

Rosimeire Aparecida Paula, que é servidora da educação, disse que “não adianta ficar só falando em grupo de whatssap, ficar se manifestando”.

A reivindicação é para o não congelamento de salários e planos de carreira do servidor, além de não aceitarem o aumento de 9 centavos  propostos pelo atual prefeito. O sindicato garante que serão mantidos em funcionamento 30%  dos serviços essenciais.

De acordo com Euisles Rodrigues, presidente do sindicato servidores públicos municipais, a classe “tem 5 anos sem ter reajuste salarial, sem ter a revisão geral anual”.

Deixe uma resposta

Tamanho da Fonte
Auto Constraste