UFLA realiza ações de prevenção ao câncer de mama e do colo do útero

Esta é a Lídia Lopes, 35 anos, enfermeira, casada e mãe de uma menina de 4 anos. Acostumada a lidar com a dor das doenças de outras pessoas, jamais passou pela sua cabeça que poderia um dia fazer parte das estatísticas de mulheres com o segundo câncer mais comum entre o público feminino. Foi há cerca de 1 ano, que o marido descobriu algo diferente em sua mama, mesmo sem querer acreditar, ela não teve dúvidas quando fez o autoexame.

Depois de concluída boa parte do tratamento, Lídia sente gratidão e uma vontade enorme de viver, por isso, ninguém melhor que ela para participar da roda de conversas promovida pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (PRAEC), por meio da coordenadoria de saúde da UFLA e do projeto Minuto da Saúde financiado pela Fapemig, para levar ao público todo o exemplo de superação e garra pela vida.

Participaram da roda de conversa também a enfermeira e psicóloga do centro estadual de atenção especializada e a média ginecologista, que defende essa conscientização para público jovem.

Antes da roda de conversa teve orientação para o público, o ônibus laboratório da UFLA foi disponibilizado, para realização de exame. Além dessas ações a UFLA também disponibiliza atendimento voltado para a saúde da mulher.

Fazer o autoexame e realizar consultas frequentemente são fundamentais para a descoberta precoce do câncer de mama e consequentemente o melhor método para o tratamento. De acordo com este  ginecologista, um nódulo na mama leva vários anos para chegar a 1 cm e pode dobrar de tamanho a cada 6 meses. Confira a reportagem.

Deixe uma resposta

Tamanho da Fonte
Auto Constraste