Estudante de 19 anos é agredida pelo ex-namorado em Lavras

Uma estudante de 19 anos é mais uma vítima da violência contra a mulher. A universitária, moradora de Lavras, foi brutalmente agredida, teve o cabelo queimado, teria sido abusada e mantida em cárcere privado por mais de doze horas. O suspeito do crime é o ex-namorado da vítima, que não aceitava o fim do relacionamento. O rapaz, de 23 anos, está preso.

Segundo o Delegado Marcelo da Polícia Civil o autor foi autuado por 5 crimes, a lesão corporal praticada por violência doméstica.

A moça de 19 anos sobreviveu e, por sorte, não virou estatística. No ano passado, o mapa da violência sobre homicídios entre o público feminino revelou que mais de 500 mulheres foram agredidas fisicamente por hora.

Nesta quinta-feira, o governo sancionou o projeto que altera a Lei Maria da Penha. Algumas mudanças propostas foram vetadas pelo presidente Michel Temer. Entre elas está um dos pontos polêmicos do projeto, que permitia a delegados definir e aplicar medidas protetivas de urgência para as vítimas – o que atualmente só pode ser feito pelo juiz. A justificativa pelo veto é que o texto seria inconstitucional, ao invadir competência do poder judiciário dando, no caso, a decisão de julgamento à Polícia Civil. Mesmo assim, esta continua sendo a principal lei de proteção às mulheres. Confira mais detalhes na reportagem a seguir.

Deixe uma resposta

Tamanho da Fonte
Auto Constraste